Pesquisa do Carnaval de Joaçaba 2018 – Fecomércio

O Carnaval de Joaçaba é um dos principais de Santa Catarina, a Festa conta com a participação de turistas e moradores em dois grandes eventos, os desfiles das escolas de samba de samba e o Carnafolia.
Em 2018, o desfile das escolas de samba, que ocorreu nos dias 10 e 11 de fevereiro, na Avenida do Samba – Avenida XV de Novembro, no Centro – contou com a participação de três das quatro agremiações que fazem parte da Liga Independente das Escolas de Samba de Joaçaba e Herval d’Oeste (Lesjho). Desfilaram a Aliança, a Acadêmicos do Grande Vale e a Unidos do Herval. O Carnafolia ocorreu entre os dias 9 e 13 de fevereiro e contou com shows e participação de blocos numa arena montada na Praça da Catedral.
O Carnaval é um dos mais impactantes feriados do país, responsável por movimentar boa parte da economia em setores como turismo e negócios, influenciando positivamente no cenário econômico geral, o faturamento arrecadado no Carnaval aumenta o valor dos negócios, agitando a economia e melhorando a condição financeira das cidades que investem em eventos para atrair turistas de várias regiões e nacionalidades.
Para entender estas características e particularidades das festas de Carnaval, a Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo de Santa Catarina – Fecomércio SC – realiza, desde 2011, pesquisa com o com objetivo de mapear o perfil do turista que frequenta Joaçaba no feriado.
Em 2018, a coleta de dados ocorreu entre os dias 9 e 13 de fevereiro, com abordagens diretas e entrevistas pessoais. Os pesquisadores foram alocados em pontos de grande fluxo e nos principais centros de comércio e serviços da cidade. Foram entrevistados 276 turistas, garantindo uma margem de erro de 6% e nível de confiança de 95%.

Pesquisa completa no link: http://www.fecomercio-sc.com.br/pesquisas/pesquisa-de-carnaval-joacaba-2018-perfil-do-turista-e-avaliacao-do-destino/

ou em PDF: TUR_Carnaval_2018_Joacaba-2

 

Prestação de Contas do Carnaval e Carnafoila de 2017

Olá Pessoal!

A Liga Independente das Escolas de Samba de Joaçaba e Herval d´Oeste – LIESJHO já apresentou a prestação de contas dos R$ 600 mil que recebeu do município de Joaçaba e destinou integralmente às Escolas de Samba, CONTUDO, a Liga ainda não apresentou a prestação de contas dos gastos do Carnafolia e do desfile da Avenida.

Dessa forma, como meu compromisso é com a transparência e com a agilidade na informação, solicitei os valores para a Liga, mesmo antes da prestação de contas oficial, os valores seguem abaixo:

Segue abaixo tabela:

LIESJHO
CARNAVAL 2017
RECEITAS LIESJHO CARNAFOLIA
Ingressos Bilheteria  R$       161.203,00
Ingressos Blocos  R$       190.000,00
Bar bruto – dentro do evento  R$         69.000,00
Pontos Alimentação  R$           6.000,00
Patrocínio Ambev  R$       176.000,00
TOTAL GERAL  R$       602.203,00
DESPESAS LIESJHO CARNAFOLIA
Radio Catarinense  R$         21.600,00
Radio Lider  R$           5.000,00
RIC  R$           4.000,00
Limpeza  R$           6.200,00
Segurança  R$         36.000,00
Bombeiros  R$           2.428,24
ECAD  R$         21.000,00
Estrutura  R$       150.000,00
Estrutura adicional  R$         28.000,00
Musica/Bandas  R$       175.000,00
Aluguel Praça  R$         25.000,00
Ambulância  R$           4.000,00
Brigadistas  R$           4.500,00
Policia Militar  R$           1.248,00
Estacionamento P.C. 2016  R$             550,00
Bebidas Bares – ACB  R$         62.506,12
Pulseiras  R$           1.500,00
Bilheteria Juliana Alves  R$             200,00
Materiais  R$         11.493,70
TOTAL GERAL R$ 560.226,06
LIGA INDEPENDENTE DAS ESCOLAS DE SAMBA DE JOAÇABA E HERVAL D´OESTE
CARNAVAL 2017
RECEITAS LIESJHO DESFILES ESCOLAS DE SAMBA
Ingressos bilheteria arquibancadas  R$          176.762,50
Ingressos bilheteria camarotes  R$            61.662,00
Pontos ambulantes  R$            14.000,00
Camisetas  R$              1.125,00
Placas avenida  R$                       –
Lei Rouanet  R$          300.000,00
TOTAL GERAL   R$          553.549,50
DESPESAS LIESJHO DESFILES ESCOLAS DE SAMBA
Hotel Bordignon  R$              4.664,00
Passagens aéreas AGATA  R$              6.985,00
Refeições BORDIGNON  R$              2.550,00
Transporte  R$              3.200,00
Cachê Jurados  R$            17.800,00
Despesas com Evento dia 04/02 BORDIGNON  R$                454,50
Comida cabines  R$                605,50
Arquibancadas ECOS  R$          280.000,00
Sonorização NZ  R$          130.000,00
Banheiros COBALA  R$            25.025,00
Segurança  ZANARDO  R$            40.000,00
Trio Elétrico banda  R$            11.000,00
Trio Elétrico KIKI  R$              3.800,00
Bombeiros  R$              3.404,05
ECAD  R$              8.873,16
Pintura Avenida/placas (Giba artes visuais)  R$            80.400,00
Extintores  R$              4.415,00
Projetos Avenida  (Ver camarote)  R$            20.000,00
Elétrica/iluminação  R$            17.500,00
Crachás  R$              1.373,49
ARTs  R$              1.549,07
CELESC  R$            11.302,52
Fotógrafo  R$              4.000,00
Locutor  R$              3.609,00
Materiais  R$            30.000,00
Pulseiras  R$              1.252,60
Fiscais de portaria  R$            16.560,00
Disperção e Armação  R$              1.560,00
Rei Momo  R$              2.000,00
Rainhas  R$              1.153,00
Hotéis  R$              7.500,00
Colocação e retirada placas sinalização (Nizio)  R$              6.000,00
Troféus  R$              5.850,00
Camisetas  R$            13.774,00
Real Time  R$            70.000,00
Site Alfa  R$              4.436,00
Radio Catarinense  R$            21.600,00
Jornais  R$            16.000,00
Radio Lider/Jovem Pan  R$              5.000,00
RIC  R$              8.000,00
Sites (Eder/Caco)  R$              5.000,00
Rbs  R$            10.000,00
Conplan  R$              8.000,00
Copycenter  R$            13.202,00
Outras Despesas  R$            46.000,00
Restaurante – almoços  R$              2.775,00
TOTAL GERAL  R$ 978.172,89

Dinheiro pra Carnaval?


É muito importante entender que o dinheiro que vem para o Carnaval não pode ser aplicado na saúde e na educação. Leia até o fim e Tenho certeza absoluta que vai concordar comigo.

Para entender melhor vamos separar as fontes de recursos.
Fonte 1. A lei Rouanet é um recurso Federal que se não vier pra cá vai para outra parte do Brasil e não pode ser aplicado no município. Além disso é recurso para cultura que envolve pinturas, esculturas, teatro, cinema, carnaval, qualquer outra manifestação cultural, etc. Não pode ir para saúde nem educação. Esse recurso você concorda que tem que ser buscado para ser usado para o Carnaval de Joaçaba certo?
Fonte 2. Recurso de fomento cultural do Governo do Estado. Esse ano o Governo do Estado “deu a volta” em Joaçaba e em outros municípios e apesar de ter liberado perto de 4 milhões para o carnaval do estado, os municípios no total de 5 só “quiseram pegar” R$ 300 mil, pouco mais de R$ 50 mil de média cada um. Isso porque o governo não deu prazo suficiente pra licitar e só os prefeitos que aceitaram ter um possível processo pela lei de responsabilidade fiscal é que pegaram dinheiro. Esse recurso você concorda que tem que aplicar no carnaval de Joaçaba certo? Pois se não vier para Joaçaba vai ser aplicado em Cultura em outro município de Santa Catarina. Portanto, também como o item 1 não poderá ser aplicado em saúde nem em educação.
Fonte 3. São recursos municipais de Joaçaba que neste ano totalizaram R$ 600 mil e que se não forem aplicados no carnaval poderão ser aplicados em saúde e educação. Esses Eu também sou contra de que seja aplicado no carnaval. Eu já conversei com todos os responsáveis manifestando que temos que zerar ou diminuir bastante para o ano que vem. Essa é minha posição na Câmara de Vereadores. Mas este ano o correto foi passar os recursos porque já tinha sido combinado ano passado e seria muita sacanagem com as escolas de samba chegar na última hora e dizer que elas não iriam receber esses R$ 200 mil cada uma. Importante: tem escola em Joaçaba que gasta bem mais de 500 mil pra entrar na avenida.
Fonte 4. Recursos privados. Sabemos que tem muitos grandes empresários em Joaçaba que aplicam verdadeiras fortunas no carnaval. Estão de parabéns! A cidade agradece, e muito. Mas é fato que se dependermos apenas de recursos privados de quem gosta do carnaval e não usarmos a Fonte 1 e a Fonte 2 ficará impossível manter uma festa de alto nível. Só a título de informação a estrutura da Avenida para os dois dias com arquibancada, pinturas, segurança, banheiros, iluminação, som, etc, custa mais de R$ 700 mil. Não é barato.
Em resumo:
O sonho que não é possível é usar apenas a fonte 4. Recursos privados são necessários mas não vão pagar toda conta. Não usar a Fonte 1 e a Fonte 2 na minha opinião é tolice porque se não vier para Joaçaba vai ir para alguma outra festa fora de Joaçaba.
Este ano o prefeito fez bem em não pegar os recursos da fonte 2 que viriam do Estado. Os recursos da Fonte 1 Lei rouanet, foram utilizados e por isso que tinha ingressos gratuitos para quem comprovasse baixa renda.
Aqui cabe um destaque para o deputado Jorginho Mello que botou o projeto da Lei Rouanet em baixo do braço e bateu de porta em porta em Brasília até o projeto ser liberado. Este ano não teríamos a Lei Rouanet e também por consequência o Carnaval por conta de prestações de contas mal feitas de anos passados.
Outro detalhe é que os ingressos gratuitos ficavam em algumas arquibancadas. Uma delas era a arquibancada na frente do Bradesco e estava com metade da lotação no primeiro dia. As pessoas não sabiam que podiam ver o carnaval de graça ou não se interessaram. Mas foi dado o carnaval de graça para as pessoas sim.
 É importante lembrar que o projeto da Lei Rouanet não é dinheiro dado pelo governo pois ainda é preciso captar os recursos com empresas que vão receber descontos nos impostos. É por isso que neste início de abril de 2017 ainda tem R$ 500 mil para pagar da festa. Isso ocorre porque ainda não se consegue seguiu captar todos os recursos previstos no projeto dá Lei Rouanet. Mas está a caminho!
Penso que muitas pessoas falam do Carnaval sem entender essas quatro fontes de captação de recursos e isso é fundamental para entendermos esse problema complexo e ajudarmos a resolver. Por favor ajudem a espalhar essas informações.
Porque eu concordo plenamente que se os recursos do carnaval viessem apenas da fonte 3 que são recursos municipais então EU SERIA CONTRA o carnaval para poder aplicar isso em educação, saúde ou na infraestrutura do município.
Acesse meu blog www.ANTONELLO.com.br
Forte abraço e vamos juntos tentar melhorar as coisas.

Sumiço da mesa do prefeito e repasse para o carnaval

Olá Joaçabenses!

Hoje iremos falar sobre o sumiço da mesa do prefeito e do repasse para o carnaval.

Eu já fui cobrado, como vereador, para fiscalizar essa situação. Os eleitores cobram (e com razão)! Sei que é uma questão pequena e que temos coisas mais importantes pra tratar sobre o futuro de Joaçaba mas sou obrigado a me manifestar na posição de vereador que estou agora. Confirmei o que esta na reportagem do G1 e da Rádio Catarinense que falam que os móveis foram pagos pela secretária de finanças do município, existe a nota fiscal no nome dela. Até aí tudo bem e por isso os móveis foram retirados. Contudo, me parece inadequado o novo prefeito assumir sem móveis em seu gabinete. Penso que a administração anterior poderia ter providenciado outros móveis com antecedência, ou comprado outros móveis (via licitação que demora pelo menos 1 a 2 meses). Ou colocado no lugar os móveis antigos que estavam lá antes desses outros que foram “emprestados” chegarem. Ou ainda, esse empréstimo que pelo que sei foi de vários anos, poderia ter se extendido por mais alguns meses até outros móveis serem comprados. Afinal sabemos que comprar coisas por licitação demora bastante tempo. Enfim, encerrado o assunto espero que fique como lição para que as próximos administrações não cometam erros desse tipo.

Assunto 2, Carnaval: O prefeito confirmou R$ 600 mil para o carnaval esse ano de 2017. Vale lembrar que esse recurso havia sido negociado pela administração passada (lembrem-se que o prefeito autorizou isso alguns dias deopis de assumir o mandato). Isso foi combinado ano passado inclusive com os vereadores, pois estava no orçamento aprovado em 2016. Então o prefeito vetar esse repasse seria incoerente na minha opinião. No Brasil reclamamos da falta de segurança jurídica, de que as leis mudam o tempo todo e nunca se sabe o dia de amanhã. Concordo com isso e é esse princípio que aplico nesta questão do carnaval. As escolas já estão trabalhando a meses então cortar o valor agora um mês antes do evento seria uma sacanagem. Veja que o município, até onde se sabe, não esta sem recursos em caixa nem em estado de emergência ou calamidade pública, isso justificaria um corte um mês antes do Carnaval. Mas como esse não é o caso, penso ser extremamente incoerente alterar o valor que foi combinado ano passado. ENTÃO VAMOS a partir de agora discutir o valor do ano que vem. Esse valor ano que vem compete a nós. O que foi combinado ano passado precisamos honrar.

Finalizando, como já falei em outros vídeos, já estou trabalhando na lei de inovação de Joaçaba, instrumento que permitirá novas empresas se instalarem e auxiliará as empresas que já estão aqui no município a gerar mais emprego e renda.

Por favor siga minha página no facebook em www.facebook.com/ricardo.antonello tem também o endereço do instragram e do meu blog aqui no post. Abraços e fico a disposição!